Depositório de percursos fora de estrada (off-road).

 

Todos os percursos têm de conter obrigatoriamente as seguintes informações: ano de realização, distancia total, percentagem de “off-road”.

Ter em conta que percursos realizados à muito tempo poderão já conter secções alcatroadas, eventualmente cortadas ou de difícil acesso.

A percentagem de “off-road” indica o quanto determinado percurso tem de secções não asfaltadas à data de verificação que está em parênteses. Afinal de contas num percurso “fora de estrada” o objectivo é andar por caminhos não asfaltados! Quanto maior a percentagem menos asfalto se apanha no percurso.

De Mário Chan – Espanha 2017 Boiro a Ferrol (Corunha) – 270 kms – 61% off-road (2017) (Inclui a travessia de Santiago e Corunha por estrada (azul). A maioria das partes alcatroadas do percurso são por estradas secundárias estreitas.) – Relato e fotografias.
De Mário Chan – Portugal 2017 2a Etapa PLSP Trafaria Melides – 162 kms – 92% off-road (2017) – Relato e fotografias.
De Mário Chan – Portugal 2017 1a Etapa PLSP Trafaria Melides – 151 kms – 74% off-road (2017) – Relato e fotografias.
De Mário Chan – Marrocos 2016 Beni Mellal a Nkob (Ouarzazate) – 890 kms – 79% off-road (2017) – VídeoRelato e fotografias
De Mário Chan – Portugal 2016 Alqueva a Mértola – 210 kms – 79% off-road (2017) – Relato e fotografias.
De Mário Chan – Portugal 2012 Montargil a Constança (Moto) – 240 kms – 90% off-road (2017) – Vídeo, Relato e fotografias.
De Mário Chan – Espanha 2010 Malcata a Béjar – 285 kms – 86% off-road (2017) – Relato e fotografias.
De Mário Chan – Marrocos 2010 Merzouga a Foum Zguid – 600 kms – 93% off-road (2017) – Relato e fotografias.
Advertisements