Férias da Pascoa – Costa Vicentina e Algarve

Algumas imagens das mini férias da Páscoa. Em tempo de contenção de custos e procura do bom tempo, resolvemos percorrer os caminhos e praias da Costa Vicentina e Serra de Monchique. Alguns já conhecidos, outros nem por isso, mas é sempre uma satisfação percorrer locais tão interessantes  e bonitos pelo nosso país.

Advertisements

Um passeio pelo oriente, pela história e pelo pinhal

Para o fim do ano 2016 ficou reservado um passeio pela zona centro por cinco locais aqui tão perto e muito interessantes. O Buddha Eden, um jardim oriental no Bombarral de 35 hectares com réplicas de budas, pagodes e estátuas de terracota; Mosteiro da Batalha e o Convento de Cristo onde provavelmente todos nós já fomos, nem que tenha sido em criança pela escola, mas que vistos como adulto são realmente monumentos impressionantes; Pinhal de Leiria, enorme mata de pinheiros, com  grandes extensões de areia que podem ser um pesadelo para jipes. Foi aqui que fizemos o último acampamento selvagem do ano; e a Ponte Filipina junto à barragem do Cabril.

Chegado ao local da grande noite, ainda houve tempo para visitar a Sertã num agradável passeio junto ao rio.

Continue reading “Um passeio pelo oriente, pela história e pelo pinhal”

TT – do Alqueva ao Guadiana

Depois de Marrocos, um pequeno passeio alentejano na companhia de amigos. Começámos logo com um acampamento num monte junto à albufeira do Alqueva, um local lindíssimo, principalmente ao nascer do sol. O passeio no dia seguinte continuou junto à albufeira seguindo-se o rio Guadiana pela margem a leste. Infelizmente muitas dos caminhos do percurso estavam fechados a cadeado o que implicou alguns kms de estrada até Pedrogão. Daqui, continuámos por pista para sul, sempre junto ao Guadiana pela margem oeste, onde montámos o segundo acampamento. Mais uma vez local muito interessante, com um caminho de acesso muito pouco visível, com vegetação que por vezes era do tamanho dos jipes. No dia seguinte, continuámos o track, passando pelo Pulo do Lobo até pouco antes de Mértola onde demos por terminado o passeio.

Ficam aqui algumas imagens do passeio:

 

Estreia da nossa casa de campo na Serra da Estrela

Bem se diz que quando se tem um bebé muda muita coisa. Neste caso, estando sempre habituado a tendas pequenas e leves, daquelas perfeitas para as caminhadas em montanha, depois de algumas noites chuvosas mal passadas, chegámos à conclusão que precisávamos de uma tenda grande. Uma que desse para o bebé brincar à vontade debaixo de uma tempestade e que fosse alta o suficiente de modo a podermos estar em pé naquelas noites em que os bebés não querem dormir… E assim foi, uma Vango 500 sc que tivemos o privilégio de experimentar numa noite de chuva e neve na Serra da Estrela. Diga-se que apesar de a ter montado sozinho pela primeira vez, aguentou-se muito bem à chuva, ao vento e á neve!

Uma pequena passagem fotográfica por Arealva

Quinta da Arealva, antiga quinta de produção de vinhos e atualmente em ruínas, é também um local conhecido por muitos fotógrafos e conhecedores da zona, pela mística e paisagens que proporciona. No entanto é também um dos melhores exemplos da degradação do patrimônio português e o quão mal aproveitado está. A poucos minutos de Lisboa e com uma magnífica vista sobre a mesma, não é preciso muita imaginação para se ver o que poderia ser este lugar…

“The most wonderful place on Earth”

Pequena apresentação vídeo, de algumas imagens captadas ao longo dos últimos anos, durante caminhadas na Serra da Arrábida e no Cabo Espichel. Quase todas as imagens são em lugares pouco conhecidos e muitos de difícil acesso.

O propósito desta produção é mostrar as incríveis paisagens e lugares que se encontram neste recanto de Portugal e que são acessíveis a toda agente.

https://www.facebook.com/azimuteradical

Montanhismo na Serra da Estrela

Com o objectivo de proporcionar a primeira experiência em montanha a alguns amigos, la fomos para a nossa bela Serra da Estrela em finais de Junho deste ano . O percurso começou no Covão da Ametade, subimos ao Cântaro Gordo e seguimos até à Nave Mestra onde pernoitamos. No dia seguinte descemos pelo vale até meio do Vale Glaciar do Zêzere e seguimos por ele até ao Covão. Paisagens extraordinárias numa serra que apesar de pequena tem muito para conhecer!

O video!

As imagens!

Costa Vicentina: Troia – Odeceixe (actualizado com o video!)

Estava em Agosto e de férias. Ainda tinha uns dias antes de voltar ao trabalho e pensei: “Que hei-de fazer? Quero ir para algures, andar, passear, apreciar a beleza deste mundo…” o dinheiro não era muito e como tal carro ou mota não era opção! Sobraram as pernas… e assim foi, falei com 2 amigas para me acompanharem e la fui eu de mochila as costas pela costa fora.

1ª etapa (3 dias): Juntamente com a Tatiana,  saímos de Setúbal numa bela viagem de barco até Tróia, e continuamos até Santo André pela praia ou pelas matas adjacentes.

2ª etapa (2 dias): Com mais uma caminhante, a Ana, fomos de carro até Porto Covo e daí seguimos até Almograve sempre pela falésia e sempre que possível descíamos e seguíamos pelas praias alentejanas.

4ª etapa (3dias): As meninas voltaram par casa e eu segui, desta vez sozinho, até Odeceixe. Talvez o troço mais bonito com praias isoladas e passagens impressionantes, por vezes de cortar a respiração! e ainda com umas surpresas tipo cascatas de água límpida a cair para a praia…

O video!

As fotografias!