De Santander ao Real Madrid – 3ª parte das férias pelo Norte de Espanha

Já estávamos de tempo contado e havia dois locais que eram imprescindíveis de conhecer. O primeiro era precisamente em Santander, o parque animal de Cabárceno. A expectativa era grande, um zoo gigante onde os animais andam livremente, lia-se no site do parque, e onde se entra com o próprio carro. Algo muito ao estilo de Jurassic Park…!

E assim foi, depois de completado o percurso de Corunha, arrancámos directamente para Santander e como tínhamos tempo fomos à procura de um local selvagem para passar a noite. Tivemos sorte, mesmo próximo do parque, no cimo de um monte bem escondido e de difícil acesso. E ainda por cima com uma vista espectacular.

No dia seguinte seguimos para o Cabárceno. Localizado numa antiga mina a céu aberto, só pela paisagem já merecia visita. Aproveitando a paisagem e os buracos usados no tempo da mina, os vários animais, desde leões aos elefantes, têm um espaço enorme, natural para andarem à vontade. Uma enorme diferença para um Zoo. Alguns dos espaços de animais herbívoros como os elefantes, girafas, antílopes, etc, são em conjunto ou interligados, um pouco como seria na realidade. Para visitar cada espécie deslocamo-nos de carro e ainda têm um teleférico que percorre todo o parque. O único problema que encontrámos foi o facto de em pleno verão no pico do calor, é de esperar que alguns animais como os felinos passem grande parte do tempo a dormir à sombra… ou seja, dado a dimensão dos recintos, muitos animais não conseguimos ver. É, no entanto, um exemplo de como todos os zoos deveriam de ser.

Seguidamente  apanhámos um track para leste com o objectivo de ir conhecer uma praia da zona. Caminho com muita vegetação e muito empedrado que na manhã do dia seguinte, depois de mais um acampamento selvagem, deu direito a um atascanço daqueles. Diferenciais assentes no chão e sem guincho, valeu a ajuda de um tractor que me safou de sujar as mãozinhas.

O próximo destino era o segundo local surpresa prós miúdos que planeamos. A visita ao estádio do Real Madrid, que o nosso sobrinho tanto desejava conhecer. Depois da interessante visita ao maior clube de futebol do mundo, e aproveitando a região, fomos fazer um pequeno percurso TT pelos montes e planícies a leste de Madrid. A ideia era chegar a gredos mas acabámos por parar numa cidade, Ávila, que só depois percebemos que era património da UNESCO devido ao Castelo e suas muralhas tão bem preservadas. Uma bela surpresa que tivemos o prazer de visitar.

A última noite foi na encosta da Serra de Gredos, bem no meio da floresta. Tivemos que procurar um local bem isolado e de difícil acesso dado que estávamos num parque natural e os Srs do parque não iriam achar muita piada se nos encontrassem a pernoitar ali. Outra das condições era ser um local aberto e sem árvores dado o risco de incêndio.

No dia seguinte, após um banho numa praia fluvial no rio Tormes, demos por terminado as nossas férias de verão e regressámos a casa.

 

Advertisements

3 thoughts on “De Santander ao Real Madrid – 3ª parte das férias pelo Norte de Espanha

  1. Boas Mário. Tens o track do passeio de Santander a Madrid? Será possível partilhar?
    Excelentes paisagens e esse zoo deve ser fenomenal. Obrigado pela partilha.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s